Existia um médium de Tranca Ruas, muito pobre, e seu dinheiro mal dava para pagar suas passagens, quando ia trabalhar e depois se deslocar para o Centro Espiritualista, onde exercia sua mediunidade.


Certa ocasião, teve que ficar até mais tarde onde trabalhava, porém tinha compromisso no Centro.


Tranca Ruas, havia marcado com uma pessoa que era vítima de obsessão e estava muito doente, por essa razão teria que ser atendida naquele dia.


O médium, examinou sua carteira e observou que se economizasse o dinheiro do jantar, poderia pegar um taxi, que o transportaria mais rapidamente ao Centro. Esta seria a única maneira de chegar na hora. Sabia que o táxi deveria cobrar pelo percurso cerca de R$ 15,00. Terminado seu expediente extra, pegou um táxi, no meio do caminho, verificou que o taxímetro já marcava R$ 30,00.


Já havia feito o mesmo itinerário outras vezes, em outros táxis e ao chegar ao destino nunca a corrida ultrapassara os R$ 15,00 !


Aquele táxi possuia o taxímetro adulterado e marcava muito além da tarifa oficial, ele só tinha no bolso uma nota de R$ 20,00.


Estava muito preocupado, quando ouviu a voz do Tranca Ruas:


- " Dê a nota para pagar a corrida mesmo sendo menor ! "


Pensou: o motorista não vai aceitar !


Tranca Ruas, repetiu:

- " Dê a nota, mesmo sendo menor !, Confie em mim ! "


Quando chegou no destino, o motorista anunciou o valor da corrida que totalizara R$ 50,00 ! O médium, deu os R$ 20,00. O motorista ficou procurando os óculos...e nada de achar. Olhou a nota e deu o troco dizendo:

- " Aqui está o seu troco de R$ 50,00, na nota de R$ 100,00, que o Sr. me deu ! "


E sem agradecer, arrancou com o carro, sem dar tempo se quer do médium explicar o engano.


Imediatamente, Tranca Ruas lhe disse:
 

- Vamos entrar que estamos atrasados. Isso é uma lição para ele aprender a respeitar as pessoas honestas, assim, ele não tentará enganar a mais ninguém,com Tranca Ruas não se brinca !

 

 

Autor Desconhecido