O escritor Paulo Coelho, na introdução de uma de suas obras, conta essa interessante história:

" Um missionário espanhol visitava uma ilha , quando encontrou três sacerdotes astecas. E perguntou-lhes: como vocês rezam ?

Responderam: - temos apenas uma oração, que ´é assim:  Deus, Tú és três, nós somos três. Tende piedade de nós.

Bela oração, disse o missionário. Mas ela não é a prece que Deus escuta. Vou lhes ensinar uma melhor.

O padre ensinou uma oração católica  e  seguiu seu caminho.

Anos depois, já no navio que o levava de volta à Espanha, ao passar por aquela ilha, do convés, viu os três sacerdotes na praia e acenou-lhes.

Neste momento, os três começaram a caminhar pela água, em direção a ele.

Padre ! Padre! - chamou um deles, se aproximando do navio. Nos ensina a oração que Deus escuta novamente,  porque não conseguimos lembrar !

Não importa , disse o missionário, vendo o milagre.

E pediu perdão a Deus, por não ter entendido antes que Ele falava todas as linguas".

Na oportunidade, meditem os irmãos que sem conhecimento mínimo da Umbanda, a criticam gratuitamente, porque ainda não entenderam que Deus fala todas as linguas